Como fazer um currículo

Como fazer um currículo

Currículo, curriculum vitae, CV… você certamente já o viu com todos esses nomes por aí. Se já iniciou sua vida profissional, provavelmente teve que, em algum momento, preparar um deles também. No entanto, mesmo quem já preparou mais de um currículo profissional ao longo da vida pode ter dúvidas em relação a conceitos básicos deste documento tão importante para quem procura um emprego.

Nosso intuito, neste artigo, é justamente explicar o que é currículo e como fazer um currículo de qualidade. Tudo isso para que você não perca a chance de impressionar na próxima vez em que precisar apresentar seu currículo para uma vaga de emprego.

O que é currículo?

Antes de falarmos sobre como fazer um currículo, é importante responder a uma pergunta básica, que ainda pode gerar dúvidas entre os profissionais menos experientes: o que é currículo, afinal?

A palavra "currículo" tem sua origem em "curriculum vitae". Essa expressão, muitas vezes abreviada como CV, vem do latim. Sua tradução literal seria algo como "curso de vida", o que parece sintetizar bem do que se trata o documento, afinal. Em um currículo, você fornece um resumo das principais informações referente ao seu "curso" profissional, como dados pessoais, formação, experiência de trabalho e outros elementos que possam ser relevantes conforme a vaga desejada.

Caso o seu potencial empregador não tenha, ainda, nenhuma referência a seu respeito, o currículo será o primeiro contato dele com você. Logo, o currículo acaba servindo como uma apresentação sua. Por isso, mesmo que um currículo não deva ser muito longo, ele precisa conter todas as informações relevantes para a vaga. Algumas características são comuns na maioria dos casos:

Além disso, um currículo deve parecer profissional, claro e objetivo. Ele não deve conter erros de digitação, por exemplo, tampouco pode conter informações falsas, exageradas ou simplesmente irrelevantes. Você deve saber como fazer um currículo sólido e consistente, sem distorcer seu histórico profissional e suas habilidades.

Ao criar seu currículo, você pode utilizar um processador de texto ou um criador de currículo online. A vantagem de utilizar um serviço como o Jobseeker é não esquecer de nenhuma informação relevante. Além disso, você tem a garantia de que seu currículo foi elaborado de forma profissional.

O objetivo de um currículo

Agora que já entendemos bem o que é currículo, fica mais fácil entender qual o seu papel no mercado de trabalho. Com isso, damos um passo fundamental antes de mostrar como fazer um currículo com qualidade.

O objetivo, com um curriculum vitae, é demonstrar a um empregador ou a um recrutador que você tem as qualificações desejadas para uma vaga de trabalho específica. Para isso, você deve citar sua formação, descrever sua experiência profissional relevante e incluir qualquer outra informação que seja relevante para a vaga.

Um bom currículo pode ser utilizado em diversas situações:

  • Quando você se inscreve para uma vaga já existente
  • Quando você se cadastra para futuras vagas em uma empresa
  • Quando você se registra em uma agência de empregos
  • Quando você aplica para cursos (como mestrados, MBA etc.) que têm seu currículo como critério

Como fazer um currículo

O empregador espera que você apresente um currículo objetivo e interessante em sua candidatura. Portanto, algumas seções e dicas referentes à estrutura serão comuns a qualquer guia sobre como fazer um currículo. Atualmente, espera-se que um CV reúna de forma clara e concisa os seguintes tópicos:

  • Dados pessoais
  • Resumo profissional
  • Experiência de trabalho
  • Formação

Pode, ainda, conter outras seções ou informações relevantes, dependendo da vaga. Exemplos são:

O formato de currículo mais comum é o que exibe as informações de educação e experiência do candidato em ordem cronológica reversa. Esse modelo de CV tem, no mínimo, seções para os dados pessoais, a formação educacional e a experiência profissional do candidato.

É cada vez mais normal (e recomendável) incluir, também, um resumo profissional logo após os dados pessoais e antes das demais seções. A seguir, mostramos como fazer um currículo seguindo as suas características mais comuns.

Dados pessoais

Na primeira seção, dedicada às informações pessoais do candidato, são incluídas, sem falta, as seguintes informações:

  • Nome completo
  • Local de residência
  • Endereço de e-mail
  • Número de telefone

A inclusão de outras informações depende do caso. Mesmo o local de residência do candidato não precisa ser, necessariamente, o seu endereço completo. Mencionar a cidade já está de bom tamanho, na maioria das vezes. A mesma regra serve para os outros dados a seguir: sua inclusão é facultativa, condicionada ao contexto da vaga.

Resumo profissional

O resumo profissional é um parágrafo curto, com cerca de três linhas, em que o candidato resume as informações mais relevantes sobre si, dando um sentido a elas conforme a vaga pretendida. Devido à sua importância, o resumo profissional ocupa uma posição estratégica em um currículo. Ele fica logo após os dados pessoais do candidato e antes das demais seções. Assim, serve como referência para quem lê o currículo e possibilita ao candidato articular as informações de uma forma mais convincente.

Experiência profissional

Na seção referente ao seu histórico profissional, você deve listar seus principais trabalhos, do mais recente ao mais antigo. É importante mencionar o nome da empresa e o cargo que ocupou em cada caso, além do período de tempo em que trabalhou nela. Adicione, também, uma breve descrição das suas funções em cada trabalho, dando destaque àquelas que têm maior relação com o emprego para o qual você está se candidatando.

Se você tiver uma carreira longa e diversificada, selecione no máximo cinco experiências, dando preferência às mais recentes, relevantes e relacionadas à vaga. Você também pode mencionar estágios em seu currículo, se ainda não tiver experiência de trabalho suficiente ou se o seu estágio estiver fortemente relacionado ao emprego para o qual você está se candidatando.

Educação

Nesta seção, você deve listar suas etapas de formação mais relevantes, também em ordem cronológica. Em cada caso, mencione o grau obtido, o nome do curso, a instituição e o período de tempo em que cursou (mês e ano). Você também pode citar cursos inacabados (deixando claro que não os terminou). Caso você tenha concluído um curso acadêmico, não precisa citar sua formação escolar no currículo.

Outras seções possíveis no CV

Os seus dados pessoais, resumo profissional, educação e experiência de trabalho são o básico do seu CV. Caso você veja relevância nisso, pode, ainda, adicionar seções para os seguintes tipos de informação:

  • Habilidades
  • Hobbies e interesses
  • Atividades paralelas
  • Idiomas
  • Referências
  • Etc.

Se o seu currículo ainda estiver curto, você pode preencher espaço nele incluindo informações sobre esses tópicos. Cuide, apenas, para não errar a mão. Só inclua no currículo informações que sejam realmente interessantes para o empregador/recrutador.

Outras tendências para currículos

O formato padrão que descrevemos neste artigo é uma alternativa segura na maioria dos casos, mas há outras opções, quando pensamos em como fazer um currículo. Saber promover-se é importante, na hora de criar um currículo. Por isso, adicionar um resumo profissional tem se tornado uma tendência entre muitos candidatos. Com ele, você pode dar mais um toque pessoal ao seu currículo e ter algum destaque na hora da seleção.

Também é comum ver candidatos que adicionam uma foto profissional ao currículo. Às vezes, até vídeos curtos são feitos para tentar conquistar o recrutador. No entanto, essas opções devem ser usadas com parcimônia. Como fazer um currículo é algo que depende muito de cada vaga ou área profissional, pense bem no quanto usar recursos mais visuais em seu CV apresenta vantagens claras.

Outra tendência mais recente é a criação de um currículo do tipo funcional. Nesse caso, é adicionada uma seção logo após o resumo profissional, na qual o candidato destaca suas habilidades relevantes para a vaga. Se você não tiver experiência relevante para a vaga desejada e estiver com dúvidas sobre como fazer um currículo consistente nessa situação, um currículo funcional pode ser a melhor opção.

Finalmente

Como criar um currículo é algo que se faz com um objetivo em vista, ele deve ser sempre feito sob medida para deixar você perto de alcançá-lo. Você não deve usar o mesmo currículo repetidamente, mesmo que responda a várias vagas em um curto período de tempo. A força de um bom currículo reside também em como as informações mencionadas se relacionam com o cargo para o qual você está se candidatando. Por isso, você terá maior sucesso ao preparar algo especialmente para uma vaga.

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.