Top 10 erros no currículo e como evitá-los

Top 10 erros no currículo e como evitá-los

Conheça 10 erros no currículo que muitos candidatos cometem e saiba como eles podem prejudicar a sua candidatura. Entenda como evitá-los em seu currículo.

1. Ter pouca relevância

Um dos principais erros no currículo de um profissional à procura de emprego é preparar um só documento e entregá-lo em todo e qualquer processo seletivo. É claro que isso poupa tempo e agiliza as coisas, o que é importante em uma situação como essa - afinal, se você está desempregado, não quer perder muito tempo. No entanto, essa pode ser uma decisão enganosa. Ao apresentar um currículo genérico em muitas empresas, você cria apenas a ilusão de que tem muitas chances de conseguir um emprego.

Vale mais a pena "customizar" seu currículo conforme cada vaga desejada. Afinal, se você não pretende gastar o mínimo de tempo arrumando seu currículo para uma vaga específica, o quanto você realmente deseja essa vaga? Cada vaga tem necessidades específicas, e quanto mais o seu currículo está relacionado à descrição da vaga, maiores são as suas chances de chamar a atenção do recrutador.

Use o currículo para defender sua candidatura a cada vaga disputada! Descreva habilidades e experiências relevantes para a vaga, e elimine tudo o que não fizer diferença a seu favor.

2. Ser muito extenso

Este erro está, em grande parte, relacionado ao anterior. Afinal, quanto mais extenso for o currículo, maiores serão as chances de que ele contenha informações desnecessárias. Mesmo que você tenha uma experiência profissional de muitos anos, uma longa trajetória acadêmica e diversas habilidades, é possível manter o currículo curto focando naquilo que é mais relevante. Evite passar de duas folhas A4. Na verdade, na maioria dos casos, uma só folha será suficiente para apresentar seu currículo.

Para seu currículo ficar enxuto e relevante, indique apenas as experiências mais importantes em seu histórico profissional. Caso você tenha trabalhado em muitos lugares, também pode priorizar as experiências mais recentes e referir parte delas em uma única frase em seu resumo profissional. Assim, aumentará as chances de causar uma boa impressão com um currículo curto e poderoso.

3. Ser exagerado ou mentiroso

Mentir no currículo é talvez o maior erro que um profissional pode cometer. Aliás, incluí-lo na mesma categoria de outros erros no currículo pode ser enganoso. Afinal, não se trata, muitas vezes, de um engano inocente, mas sim de algo consciente e moralmente condenável. De todo modo, é o tipo de coisa que dificilmente beneficiará o candidato.

Mentiras comuns, como falsa fluência em um idioma ou conhecimento de alguma ferramenta, podem ser descobertas ainda na entrevista de emprego ou logo depois da contratação, o que pode comprometer sua credibilidade no mercado de trabalho. Portanto, jogue limpo e evite prejudicar a todos - inclusive a você.

4. Ser ruim de ler ou simplesmente feio

A primeira impressão certamente fica, e você não vai querer que a primeira reação do recrutador ao ver seu currículo seja de desagrado. Em uma seleção de emprego, todo detalhe faz diferença. Então, escolha um layout apresentável, com as seções bem organizadas, margens generosas na página, espaçamento correto entre os diferentes elementos e uma fonte fácil de ler devido ao seu tamanho e estilo. Quanto mais agradável for a leitura do currículo, maiores serão as chances de ele ser efetivamente lido.

Tendo dificuldades para criar um currículo atraente? Em Jobseeker, você pode montar um currículo organizado e com um belo layout em apenas 3 passos. Preencha seus dados, escolha um dos templates disponíveis e pronto! – é só baixar seu currículo e ele estará pronto para ser usado.

5. Conter erros de ortografia ou gramática

Este está entre os erros no currículo considerados imperdoáveis, pois pode ter efeitos devastadores sobre suas chances de conseguir um emprego. Ao mesmo tempo, está entre os erros no currículo mais fáceis de resolver. Todo mundo pode cometer deslizes de vez em quando, então tenha cuidado redobrado com o uso da língua portuguesa e revise quantas vezes for necessário o seu currículo, antes de enviá-lo por aí.

Caso esteja com dúvidas, você sempre pode pedir a ajuda de um amigo ou um familiar em quem confie nesse quesito. Em último caso, pode contratar um profissional da área para fazer a revisão perfeita.

6. Não descrever as habilidades do candidato

Você pode ter uma vasta experiência profissional ou uma formação acadêmica de respeito, mas nada disso tira a importância de descrever, no currículo, as suas habilidades específicas. Tem conhecimentos em idiomas? Aponte cada um deles e o seu respectivo nível de fluência. Entende de determinados software que pareçam úteis para a vaga em aberto? Mencione cada um deles com o máximo de detalhes possível.

7. Aparentar amadorismo

Esta é uma questão que pode ser, em muitos casos, subjetiva, mas ainda assim importante. Há diversos elementos, no currículo, que podem prejudicar sua imagem caso sejam tratados de forma amadora, desde o layout do documento até a foto do candidato.

Apesar de não ser um item obrigatório, muitas pessoas usam uma foto, por preferência pessoal ou exigência de uma vaga. Se você gosta da ideia de incluir uma foto sua, evite imagens em festas ou bares, em baixa definição ou com qualquer detalhe que prejudique a visualização. Apresente-se de forma profissional e não esqueça do sorriso no rosto.

8. Ter informações de contato incorretas, inadequadas ou faltando

Ao incluir suas informações de contato na seção de dados pessoais, você deve garantir que não esqueceu de alguma opção importante, como um telefone de contato ou endereço de e-mail. Da mesma forma, deve garantir que as informações estejam todas corretas e que não haja nada que possa causar uma má impressão. As informações importantes, nesta seção, são o número de telefone e o endereço de e-mail do candidato.

Confira mais de uma vez se não cometeu erros no currículo do tipo mais básico, como falhas de digitação. Cuide também se o seu CV não tem informações que possam causar constrangimento. Um exemplo é o seu endereço de e-mail. Ele pode causar uma péssima impressão, caso contenha um apelido ou alguma palavra constrangedora, por exemplo. Lembre-se de que você deve sempre passar uma impressão profissional.

9. Estar desatualizado

Sempre atualize seu currículo antes de submetê-lo em um processo seletivo. Isso inclui não apenas as alterações necessárias para adaptá-lo à vaga desejada, mas também modificações que levem em conta, por exemplo:

  • Experiências profissionais recentes
  • Últimos cursos realizados
  • Habilidades pessoais desenvolvidas recentemente
  • Melhoria no nível de conhecimento de idiomas, linguagens de programação
  • Mudanças de cidade ou de meios de contato

Em pouco tempo, muita coisa pode mudar. Então, não deixe de rever seu currículo a cada nova candidatura de emprego.

10. Estar cheio de lacunas

Caso o seu currículo tenha lacunas relevantes entre uma experiência e outra, o recrutador pode pensar que você está escondendo algo ou simplesmente não faz nada durante longos períodos. Em ambos os casos, a impressão deixada não será boa. Portanto, não deixe espaços sem resposta em seu currículo.

Caso você tenha ficado muito tempo sem trabalhar, entre um emprego e outro, valorize outras atividades que teve no período - sem forçar a barra. Você pode, por exemplo, citar algum curso que fez ou que trabalhou como freelancer.

Conclusão

Ao evitar os principais erros no currículo, você já sai na frente de muitos dos seus concorrentes. Alguns deles podem parecer óbvios, à primeira vista, mas são cometidos com frequência e, muitas vezes, por pura desatenção. Então, não baixe a guarda. Siga as nossas dicas e prepare seu melhor currículo!

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.