Enviar currículo por e-mail: dicas e o que evitar

Enviar currículo por e-mail: dicas e o que evitar

Hoje em dia, grande parte das seleções de emprego se dá pela internet. Isso inclui não apenas a busca por uma vaga, mas também o processo de candidatura e, muitas vezes, até mesmo a entrevista de emprego. Portanto, é imprescindível que você tenha uma conta de e-mail. Ela costuma ser importante em pelo menos dois momentos: na hora de enviar o seu currículo para se candidatar a uma vaga e para o recrutador ou empregador entrar em contato com você depois disso, caso ele prefira esse meio de contato.

Neste artigo, apresentamos as melhores práticas ao enviar um e-mail com o seu currículo para uma vaga de emprego. Falamos também sobre a importância de incluir o endereço de e-mail ao currículo e o que você ganha com isso!

Como enviar um currículo por e-mail

Por mais simples que possa parecer esse procedimento, o envio do seu currículo por e-mail requer alguns cuidados especiais. Em uma seleção de emprego, qualquer elemento pode ser usado para avaliar um candidato. Se a concorrência for grande, até o menor dos detalhes pode servir como critério para filtrar os candidatos. O e-mail com seu currículo é, muitas vezes, o primeiro contato que você tem com o empregador. Por isso, torna-se um cartão de visitas que não pode ser negligenciado.

Existem alguns cuidados básicos que, quando levados em conta, o ajudarão a escrever um bom e-mail com currículo, deixando-o mais perto de garantir uma boa primeiro impressão:

1. Siga as instruções do anúncio de emprego

Vamos começar pelo básico: ao preparar o e-mail, garanta que você está seguindo atentamente as instruções do anúncio da vaga, no que diz respeito ao envio do currículo. Muitas vezes, o anúncio fornece informações detalhadas sobre a maneira como você deve se candidatar. O empregador pode pedir, por exemplo, que os candidatos se candidatem por meio de um formulário ou pelo LinkedIn. Nesse caso, a própria ação de enviar o currículo por e-mail já é um erro.

Se a indicação for mesmo para enviar currículo por e-mail, pode haver instruções adicionais a respeito do modo como esse envio deve ser feito. Isso pode incluir orientações sobre:

  • O formato do currículo
  • O que incluir no assunto do e-mail
  • Informações que devem constar no corpo do e-mail

O empregador pode solicitar que você envie seu currículo em anexo ao e-mail e em formato PDF ou DOC, por exemplo. Pode pedir, também, que você inclua o código da vaga no campo do assunto ou faça uma breve apresentação pessoal no corpo do e-mail

2. Escreva um e-mail convincente

Normalmente, você poderá aproveitar o corpo do e-mail para fazer uma breve apresentação sua e convencer o empregador a abrir/baixar o anexo com seu currículo. Para isso, você deve ser claro(a) e objetivo(a).

No primeiro parágrafo, basta informar seu nome e fazer uma breve menção à sua trajetória profissional e formação, além de deixar claro a vaga à qual você está se candidatando. Depois, se julgar relevante, escreva um ou dois parágrafos curtos com mais detalhes sobre suas experiências, formação e habilidades que possam interessar ao empregador. Se você tiver sido indicado(a) para a vaga por alguém da empresa, aproveite para mencionar brevemente essa informação no corpo do e-mail.

3. Evite gírias e cuide os erros de português

Ao escrever um e-mail profissional, é importante evitar uma linguagem excessivamente informal, com gírias e abreviaturas como "pq" e "vc". Você não deve exagerar na formalidade, mas sim utilizar uma linguagem simples e clara. Palavras ou frases em caixa alta também devem ser evitadas, pois dão ao leitor a impressão de que você está gritando com ele.

Por mais óbvio que isso seja, é elementar que você não cometa erros de português em seu e-mail. Tenha atenção especial à ortografia, à pontuação e aos erros de digitação, mas cuide também para não escrever algo com duplo sentido. Às vezes, uma frase mal formulada muda completamente o sentido do que se quis dizer. Revise seu e-mail mais de uma vez antes de enviar e, se tiver ficado com alguma dúvida, peça uma segunda opinião.

4. Atenção aos anexos

Antes de enviar o e-mail, confira se você já anexou o currículo. Em alguns casos, se for solicitado no anúncio da vaga, você também pode ter que anexar uma carta de apresentação ou outros documentos adicionais no mesmo e-mail. É importante conferir, também, se há orientações da empresa em relação ao formato dos documentos (por exemplo, se devem estar em PDF ou DOC).

Lembre-se de colocar seu nome no título de todos os anexos, incluindo o currículo. Você também pode adicionar o nome da vaga. Isso ajuda o recrutador/empregador a identificar os documentos facilmente, após baixá-los. Por isso, evite nomes genéricos como "Currículo", "CV" ou outras opções do tipo.

5. Inclua uma assinatura profissional

Uma assinatura de e-mail profissional é uma forma inteligente de causar uma boa impressão no empregador/recrutador. Ela deve ser incluída logo após a sua mensagem, contendo as seguintes informações:

  • Seu nome
  • Endereço de e-mail
  • Número de telefone
  • URL do LinkedIn ou de outra mídia social relevante para a vaga
  • URL do seu site pessoal, portfólio ou outra página relevante para a vaga

Inclua seu e-mail no currículo

Hoje em dia, o e-mail é um meio de contato obrigatório para qualquer profissional. Muitos empregadores e recrutadores se comunicam por e-mail com os candidatos em algum momento de um processo seletivo. Por isso, seu endereço de e-mail deve ser adicionado ao seu currículo em qualquer situação.

Mesmo que você envie seu currículo por e-mail, por exemplo, será importante que seu endereço de e-mail seja informado no próprio documento. Você pode pensar que isso não é necessário, já que seu endereço de e-mail se torna conhecido assim que você envia um e-mail para o empregador a partir dele. No entanto, lembre-se que o seu currículo poderá circular dentro da empresa durante o processo seletivo, inclusive em formato impresso. Por isso, fica mais prático para os responsáveis pela seleção ter essa informação disponível no próprio documento.

Inclua seu endereço de e-mail junto aos seus dados pessoais, como nome, local de residência e número de telefone. Essa seção deve estar no topo do seu currículo para uma consulta fácil e rápida.

Use um endereço de e-mail profissional

Certifique-se, antes de enviar seu currículo, que o seu endereço de e-mail passa uma boa impressão ao empregador/recrutador. Seu e-mail deve passar uma impressão de profissionalismo e seriedade. Ou seja, evite um endereço de e-mail engraçado ou com apelido. Caso contrário, sua credibilidade pode ficar comprometida. Você pode criar uma nova conta de e-mail, mais discreta, para uso profissional, caso seu e-mail atual não seja adequado para esse fim.

Um bom endereço de e-mail deve conter, preferencialmente, o seu nome e sobrenome, por exemplo: joao.silva@provedor.com. O ideal é que a conta seja de um provedor de e-mail neutro, como Gmail, Yahoo ou Hotmail. No entanto, você também pode usar um e-mail personalizado, como joao.silva@joaosilvaarquiteto.com, caso tenha registrado um domínio próprio.

No entanto, não use o endereço de e-mail de seu emprego atual, sob hipótese alguma. Isso passaria uma má impressão e ainda poderia causar problemas junto à empresa onde você trabalha atualmente. Use sempre sua conta de e-mail pessoal para o que não tiver relação com o seu trabalho.

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.