10 dicas de currículo: o que fazer e o que evitar

10 dicas de currículo: o que fazer e o que evitar

Seguir boas dicas de currículo é essencial na hora de se candidatar a uma vaga de emprego e merece sempre o máximo da sua atenção. Seja você um(a) profissional experiente ou alguém que está iniciando a carreira, sempre haverá pontos sensíveis ao preparar um currículo. Seja em relação ao formato ou ao conteúdo, qualquer deslize pode ser fatal em um processo seletivo concorrido, no qual cada detalhe faz uma enorme diferença.

A esta altura, você talvez já tenha lido outros artigos sobre como preparar um bom currículo profissional, mas há algumas dicas para currículo que podem ajudar a dar um toque final de qualidade à sua candidatura. Neste artigo, reunimos 10 dicas de currículo que você não pode deixar de ler.

10 dicas para um bom currículo

1. Escolha o formato mais adequado para o seu perfil

Antes mesmo de começar a preparar o seu currículo, é importante avaliar qual formato é mais adequado ao seu perfil e experiência. Existem pelo menos dois tipos de currículo principais entre os quais você pode escolher. Além do formato padrão de currículo, com foco em sua experiência e formação, há o currículo funcional, que dá maior destaque às suas habilidades. Resumindo, cada um dos formatos tem as seguintes seções, na ordem em que estão listadas:

Currículo padrão

Currículo funcional

  • Dados pessoais
  • Resumo profissional
  • Habilidades
  • Experiência
  • Formação

Além disso, você pode incluir seções separadas para idiomas, estágios, atividades extracurriculares, certificados e muito mais, caso isso seja relevante para a vaga. A principal diferença entre os formatos, continuará sendo a posição em destaque dada à seção Habilidades, no caso do currículo funcional. Por isso, o formato de currículo funcional costuma ser mais indicado para profissionais com pouca experiência, como aqueles que estão em início de carreira ou trocando de área profissional.

2. Customize seu currículo de acordo com a vaga

Você pretende se candidatar a diversas vagas de emprego e está pensando em preparar um currículo que sirva para todas? Pense de novo. Ao concorrer a um emprego, é importante que seu currículo corresponda da melhor forma à descrição da vaga, com o destaque certo ao que a empresa mais valoriza em um candidato.

Ou seja, reserve algum tempo para adaptar seu currículo a cada vaga, valorizando suas qualidades relevantes para o cargo e até mesmo excluindo o que não for minimamente importante. Pense nesse tempo de dedicação e análise como um investimento que certamente tornará seu currículo mais interessante para o empregador ou recrutador.

3. Prepare uma base para seu currículo

É claro que você não precisa escrever um currículo do zero a cada vez que for concorrer a um emprego. Afinal, muitos dos elementos poderão ser idênticos entre diferentes versões do documento. Em outros casos, haverá poucas variações. Por isso, uma das dicas de currículo mais importantes é manter uma espécie de versão "completa" do seu currículo, com todas as informações que você possa vir a utilizar em algum momento. Assim, você terá um ponto de partida e ficará mais fácil customizar seu currículo para uma nova oportunidade.

4. Mantenha seu currículo curto e objetivo

Mesmo que você tenha passagens por mais de 10 empresas ao longo da carreira ou 20 cursos de aperfeiçoamento realizados, não é uma boa ideia incluir tantos itens em seu currículo. Entre as principais dicas para um bom currículo, é importante destacar a importância de mantê-lo conciso e objetivo. Afinal, em um processo seletivo muito disputado, um recrutador ou empregador pode ter que ler dezenas de currículos em pouco tempo. Por isso, o foco estará muito mais na qualidade do conteúdo do que na quantidade de itens do seu currículo.

Dica do especialista

Uma página A4 costuma ser mais que suficiente para um currículo profissional. Duas páginas A4 são o limite para profissionais com experiência, conhecimento e/ou habilidades muito acima da média. Para atingir essa meta, você pode excluir posições menos importantes e/ou mais antigas de sua trajetória profissional, bem como formações ou habilidades pouco relevantes para a função.

5. Forneça apenas informações relevantes nos Dados Pessoais

Ainda hoje, muitas pessoas exageram na hora de incluir seus dados pessoais no currículo. No entanto, dificilmente você precisará fornecer mais que o básico ao recrutador ou empregador: seu nome, local de residência (cidade e estado) e informações de contato (telefone e e-mail). Você não é obrigado(a) a incluir em seu currículo dados que possam servir como fator de discriminação, tais como idade, estado civil ou nacionalidade. Muito menos, números de documentos como seu RG, título de eleitor ou carteira de motorista.

Claro que pode haver exceções. Se você tiver um portfólio online, um site profissional ou mesmo um perfil no LinkedIn, pode incluí-lo nesta seção, caso isso o beneficie. Um advogado pode incluir seu número da OAB, assim como uma médica ou uma psicóloga pode mencionar seu número de registro na ordem profissional correspondente. Da mesma forma, um motorista de veículos pesados pode mencionar que tem a licença para dirigir nessa categoria.

Você não é obrigado(a) a incluir em seu currículo dados que possam servir como fator de discriminação, tais como idade, estado civil ou nacionalidade.

6. Escreva um Resumo Profissional

Incluir um Resumo Profissional é uma das dicas para currículo mais relevantes, quando pensamos no tipo de conteúdo que pode ajudar a convencer um recrutador sobre suas qualidades. Um Resumo Profissional é um texto curto, com duas a cinco frases, no qual você se apresenta ao leitor e tenta convencê-lo a ler o restante do currículo. Para isso, você deve destacar os pontos mais relevantes de sua trajetória profissional e expressar suas motivações ao concorrer à vaga. Por exemplo:

Resumo Profissional

Publicitário com 12 anos de experiência como Gerente de Comunicação, além de certificações em Inbound Marketing e SEO. Pretendo levar meu conhecimento e liderança para a Agência ABX, com foco em resultados e em desenvolvimento pessoal.

O Resumo Profissional deve ser posicionado logo após a seção dedicada aos seus dados pessoais. Assim, cumpre uma função de apresentação em seu currículo.

7. Escolha um layout limpo e agradável

Quando queremos preparar um novo currículo, muitas vezes reciclamos modelos usados anteriormente ou preparamos algo rapidamente no Word, sem dar tanta atenção ao layout. Por mais que essa pareça uma opção prática, em um primeiro momento, dificilmente obtemos com isso a aparência profissional que um recrutador espera dos candidatos a uma vaga de emprego. Um layout amador pode causar uma péssima impressão.

Por mais que o foco de um recrutador costume estar no conteúdo, a aparência do seu currículo tem, sim, um papel importante. Por isso, procure sempre um layout de aspecto limpo, com seções devidamente organizadas e cores e fontes sóbrias. Caso você não tenha muito talento nessa área, pode utilizar um gerador de currículo online como o Jobseeker. Assim, terá a garantia de um currículo com aspecto profissional e atraente.

8. Cuide a ortografia e a qualidade da sua escrita

Independentemente da sua profissão ou da sua área de atuação, a qualidade da sua escrita será sempre um fator importante a ser observado em seu currículo. Afinal um erro de ortografia ou uma frase confusa podem deixar uma péssima impressão no recrutador e minar sua credibilidade ao concorrer a uma vaga.

Portanto, uma dica de currículo indispensável é: cuide a correção da sua escrita, com atenção especial a erros mais graves, como palavras escritas da forma errada, problemas de pontuação ou acentuação equivocada. Use um corretor automático e, se possível, peça para mais alguém revisar seu currículo.

9. Peça uma segunda opinião

Não é apenas para evitar possíveis erros de língua portuguesa que uma revisão outra pessoa pode fazer a diferença em seu currículo. Contar com uma segunda leitura, por alguém com senso crítico e algum conhecimento da área, pode ajudá-lo a dar os retoques finais em seu currículo. Afinal, um segundo olhar pode ser suficiente para notar um item desnecessário ou uma afirmação equivocada.

10. Finalmente: não minta

Nunca é demais reforçar a importância de que seu currículo contenha apenas informações verdadeiras, evitando assim possíveis constrangimentos ou até consequências mais graves para a sua carreira. Isto vale não apenas para as mentiras descaradas, mas também para aqueles exageros que, muitas vezes, parecem não fazer mal a ninguém. A verdade é que toda informação incorreta pode acabar fazendo mal a você mesmo(a) do ponto de vista profissional. Então, resista à tentação de exagerar seu domínio de um idioma ou suas responsabilidades em um emprego anterior.

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.