Informações adicionais no currículo

Informações adicionais no currículo

As principais informações que se costuma incluir em um currículo profissional dizem respeito à experiência profissional, formação educacional e habilidades do candidato. Claro, com foco naquilo que for mais relevante para a vaga desejada. No entanto, informações adicionais no currículo podem ajudar o empregador a entender mais sobre a sua personalidade e suas ambições pessoais e profissionais. O conceito de informações adicionais é amplo e variado, podendo incluir atividades complementares, hobbies e outros elementos que beneficiem sua candidatura a uma vaga específica.

Neste artigo, explicamos por que fornecer informações adicionais no currículo pode ajudar na hora de concorrer a uma vaga de emprego. Além disso, damos exemplos de informações que você pode incluir em seu currículo e mostramos como descrevê-las da melhor maneira para impressionar um empregador ou recrutador. Nosso foco, neste artigo, são as atividades complementares, como trabalho voluntário, ações de empreendedorismo e práticas artísticas. No entanto, o conceito de informações adicionais é muito subjetivo, como veremos a seguir.

Tipos de informações adicionais no currículo

Quando pensamos em incluir informações adicionais no currículo, podemos ter em mente aspectos diretamente relacionados à nossa atividade profissional, mas que não se encaixam claramente nas seções “clássicas” de um currículo. Esse é o caso, por exemplo, de informações como:

  • Premiações recebidas
  • Certificações e licenças profissionais
  • Publicações
  • Idiomas

Note que essas informações, mesmo que não possam ser classificadas especificamente como “experiência profissional” ou “educação”, podem ser tão ou mais valiosas para seu currículo quanto a menção a um cargo anterior ou ao que você estudou na faculdade. Portanto, não deixe de citar essas informações adicionais em uma seção separada no currículo. Dependendo da relevância, você ainda pode mencioná-las brevemente no resumo profissional, no início do currículo.

Há também informações adicionais que você pode incluir no currículo que não estão ligadas diretamente à sua profissão, mas que podem contar bastante sobre sua personalidade. Por isso, também interessam muitas vezes a quem avalia seu currículo. Por exemplo:

  • Atividades complementares (voluntariado, grupos de estudo etc.)
  • Hobbies (atividades artísticas, esportes etc.)

Antes de colocar uma atividade complementar ou hobby no currículo, é aconselhável perguntar a si mesmo(a) se ela se enquadra no perfil desejado pela empresa. A seguir, explicamos melhor o que são as atividades complementares e como você pode melhorar seu currículo ao incluí-las em uma seção adicional. Além disso, damos alguns exemplos de atividades e da forma como elas podem ser descritas em um currículo profissional.

O que são atividades complementares

Atividades complementares são todas as atividades que você realiza e, embora não sejam diretamente ligadas à sua profissão, contribuem de alguma forma para o seu desenvolvimento profissional e pessoal. Mencionar informações adicionais no currículo sobre essas atividades é uma forma de deixá-lo mais atraente. Para que elas sejam vistas como um fator positivo, no entanto, é importante incluir apenas as atividades que agreguem valor para o cargo específico ao qual você está se candidatando.

Por que incluir atividades complementares no currículo

Ao citar atividades complementares no currículo, você pode destacar habilidades que adquiriu fora de ambientes profissionais, mas que são pertinentes a uma função ou cargo. Em algumas situações, pode ser uma maneira de mostrar que, embora você não tenha desenvolvido uma competência específica profissionalmente, esteve ou está envolvido em atividades que se relacionam com essa característica.

Se você estiver dando seus primeiros passos no mercado de trabalho, mencionar outras atividades em seu currículo profissional é ainda mais importante. Como sua experiência de trabalho é limitada, é ao fazer isso que você demonstra estar mais ou menos preparado para determinadas exigências do trabalho. Além disso, você pode dar pistas de interesses pessoais interessantes na sua profissão.

Logicamente, isso não significa que você deve exagerar a importância ou a intensidade das suas atividades fora do trabalho. Aliás, nem convém dar a impressão de que essas atividades ocupam muito do seu tempo. Afinal, você não quer passar uma mensagem, ao empregador, de que elas são sua prioridade.

De qualquer forma, mesmo que você já tenha muitos anos de experiência em sua profissão, informações adicionais no currículo sobre suas atividades paralelas podem dar algum brilho a ele e reforçar sua personalidade. Você, no mínimo, demonstra que é uma pessoa engajada, relaciona-se bem com outras pessoas ou desenvolve conhecimentos e habilidades interessantes fora de sua área.

Exemplos de atividades complementares

Há uma infinitude de atividades que você pode mencionar em seu currículo e que tendem a ser bem-vistas por empregadores e recrutadores. Alguns exemplos clássicos de atividades complementares para currículo são:

  • Trabalho voluntário
  • Empreendedorismo
  • Atividades artísticas
  • Atividades esportivas
  • Grupos de estudos, pesquisa etc.

Como mencionamos anteriormente, você não precisa (nem deve) citar todas as suas atividades fora do trabalho em um currículo. Aliás, poucos erros são mais graves em um currículo do que enchê-lo de informações irrelevantes.

Se é que há uma espécie de atividade complementar "universal", essa certamente é o trabalho voluntário. Mesmo que ela não tenha muito a ver com sua profissão, sempre será bem avaliada. No caso de outras atividades, você deve sempre pensar no que elas acrescentam para o seu perfil, aos olhos do recrutador. Isso, claro, considerando o cargo e as funções específicas que você deverá exercer se for contratado.

Atividades artísticas, por exemplo, como fotografia ou dança, serão valorizadas em áreas ou profissões criativas. Ações de empreendedorismo, como ter um pequeno negócio online, chamarão mais a atenção em seleções para cargos administrativos ou que exijam bastante iniciativa própria do profissional, como na área de vendas.

Portanto, antes de pensar em informações adicionais no currículo, faça um exercício pessoal e pense em como você justificaria a menção a determinada atividade, se você fosse questionado sobre ela. Basta responder a uma pergunta:

- De que forma essa atividade torna você um(a) candidato(a) mais bem preparado(a) para esta posição?

Se você souber responder a essa pergunta de forma consistente, saberá que vale a pena incluir a atividade em seu currículo.

Onde descrever suas atividades complementares

O ideal, normalmente, é descrever suas atividades complementares em uma seção separada. O título da seção pode ser esse mesmo: Atividades Complementares - ou, alternativamente, Atividades Extracurriculares. Essa seção costuma ser incluída após as seções mais tradicionais, relacionadas à sua experiência e formação. Portanto, a ordem indicada seria algo do tipo:

  • Dados pessoais
  • Resumo profissional
  • Experiência profissional/Histórico profissional
  • Escolaridade/Formação acadêmica
  • Atividades complementares/Outras atividades

Como você pode ver no exemplo acima, essa seção também pode ser batizada de "Outras atividades". Seja qual for o título que você der à seção, o importante é mencionar o período tempo em que você se dedicou a cada atividade.

Além disso, as atividades devem ser descritas em ordem cronológica reversa, cada uma delas com um título e uma descrição breve do que você fez. Você pode usar a descrição da atividade para sinalizar de que forma ela é adequada para o emprego ao qual você está se candidatando.

Como em qualquer outra seção, mantenha a objetividade e a concisão, incluindo, no máximo, três atividades complementares no currículo.

Finalmente

As informações adicionais no currículo ajudam o empregador a formar uma imagem de você. Portanto, pense com cuidado sobre a imagem que você deseja passar. Para cada aplicação a uma vaga de emprego, reveja as atividades que você já mencionou em seu currículo e a forma como você as descreveu. Enfatize o valor que essa atividade paralela oferece ao empregador e à função para a qual você está se candidatando. Assim, você demonstra que tem um interesse genuíno nas atividades que terá de exercer profissionalmente.

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.