Cabeçalho no seu currículo: criar um bom título

Cabeçalho no seu currículo: criar um bom título

Preparar um currículo pode ser um desafio, em muitas situações. Nem sempre é fácil harmonizar as informações mais comuns, como experiências anteriores e formação acadêmica, de forma consistente e que chame a atenção do recrutador. Por isso, pode ser interessante adicionar elementos que deem um toque especial ao currículo e aumentem as suas chances de ser notado. Entre as ferramentas à sua disposição, está a inclusão de um cabeçalho de currículo. Mesmo que não seja tão comum, um bom título de currículo pode ajudar você na difícil tarefa de se destacar em uma seleção de emprego.

Caso você não saiba quando e/ou como usar um título em seu currículo, este artigo é o que você procurava. Nele, abordamos as principais razões para adicionar um cabeçalho de currículo. Mostramos, também, como você pode escolher um que combine com seu perfil e com a vaga desejada.

Por que adicionar um cabeçalho de currículo?

O cabeçalho assemelha-se ao perfil pessoal, quanto às suas funções em um currículo. Suas principais funções são as de dar um sentido objetivo às informações contidas em seu currículo, tornando-o mais consistente, e chamar a atenção do recrutador para que ele se interesse em ler todo o conteúdo. Além disso, esse título no currículo pode ser usado para destacá-lo em resultados de busca.

A seguir, detalhamos melhor cada uma das vantagens de ter um cabeçalho no currículo.

Seu currículo pode ficar mais consistente

Nem todos os profissionais têm carreiras estáveis e coerentes, quanto às áreas em que trabalharam e os cargos que ocuparam. Isso é normal. Não apenas os nossos interesses podem mudar, mas também a quantidade e a regularidade de oportunidades recebidas não será a mesma ao longo da carreira.

Por isso antes de descartar uma experiência profissional ou um curso realizado, pense se realmente não é possível relacioná-lo com a vaga. Sua capacidade de articular elementos de sua trajetória profissional pode dar maior peso ao seu currículo e aumentar suas chances de ser bem avaliado.

O cabeçalho no currículo pode ter um papel fundamental nisso. Afinal, em poucas palavras, você pode articular diversos elementos do currículo e dar a eles um sentido. Basta escolher as palavras certas - e, claro, não forçar demais a barra. Por exemplo, você pode articular, em um mesmo título, sua profissão atual, como desenvolvedor, além das linguagens que domina, e a experiência anterior como consultor na área de segurança, adicionando apenas suas certificações nessa área:

Desenvolvedor Web PHP, Node.js + CCSP, CISSP

Seu currículo pode ficar mais vendável

Mesmo a trajetória profissional mais certinha de todas pode se beneficiar de um título que seja atraente para o recrutador. Essa é uma das principais funções de um cabeçalho de currículo: seduzir o leitor. Você precisa convencer o recrutador a continuar lendo seu currículo.

Não esqueça que, em muitos casos, você estará competindo com dezenas, ou até centenas de pessoas por uma vaga. Nesse cenário, o recrutador estará menos disposto a ler até o fim um currículo que não chame sua atenção de forma positiva desde o início.

Para isso, claro, não basta escrever algo criativo ou impactante. É importante, também, que o cabeçalho em seu currículo "converse" com o anúncio da vaga. Assim, o recrutador saberá imediatamente que o seu currículo é relevante e digno de ser lido até o final.

Seu currículo pode ficar mais visível

Este é um aspecto que deve ser considerado sempre que você for disponibilizar seu currículo em formato digital - seja cadastrando-o em um site, seja enviando por e-mail para uma empresa ou agência de recrutamento.

Você deve pensar que, em qualquer dessas situações, é possível que seu currículo seja encontrado por alguém graças às palavras-chave que ele contém. Em casos assim, você aumenta suas chances caso tenha escolhido as palavras-chave certas. E o título dá uma oportunidade valiosa para você escrever algo que se aproxime de uma expressão de busca. Afinal, você provavelmente estará descrevendo sua profissão e mais alguma informação potencialmente útil para o recrutador, na mesma frase.

Como escolher um cabeçalho para seu currículo

À primeira vista, escolher um cabeçalho para um currículo pode parecer algo difícil e restritivo, devido ao limite de espaço. No entanto, é possível escrever um bom cabeçalho com poucos caracteres e muita criatividade.

Nesta seção, abordamos os três tipos mais comuns de cabeçalhos em um currículo. A diferença entre eles está no aspecto profissional que é colocado em destaque: função, formação ou objetivo profissional.

Foco na função ou cargo

Mencionar, no título do currículo, a sua função ou cargo, é uma maneira interessante (e bem direta) de sinalizar ao recrutador que você é adequado para a vaga à qual está se candidatando. Isso, claro, se a função desejada é análoga à que você apontou em seu título.

Você não precisa, necessariamente, já ter exercido o cargo em questão, desde que tenha as habilidades e as qualificações necessárias para tal. O importante, neste primeiro contato do recrutador com seu currículo, é que ele seja convencido a ler o restante do seu currículo. Portanto, você pode apontar o cargo no título, desde que você não esteja forçando demais a barra e esteja confiante de que a leitura do currículo demonstrará isso.

Exemplo:

Gerente de Projetos com 15 anos de experiência em Mídias Sociais

Foco na formação ou nas habilidades técnicas

Caso um cargo exija habilidades ou tenha exigências específicas (ou mesmo raras) às quais você atende, você não deve pensar duas vezes em deixar isso claro no título do currículo. Afinal, isso pode ser um diferencial em relação a outros candidatos e uma garantia de que o recrutador lerá seu currículo.

Isso é comum em profissões nas quais há certificações técnicas amplamente reconhecidas e respeitadas, como nas diferentes áreas da engenharia ou de tecnologia. Pode ser um diferencial, também, em seleções que exigem um nível avançado em determinado idioma, caso você seja bilíngue ou tenha um certificado que ateste sua fluência.

Exemplo:

Secretária Executiva trilíngue TOEFL+SIELE

Foco no objetivo profissional

Por fim, você pode indicar a ambição de trabalhar em uma determinada área profissional ou em um cargo específico, mesmo que não tenha uma experiência relevante ou uma formação específica para tal. Demonstrar motivação pode ser uma estratégia interessante, desde que você não esteja se candidatando a uma vaga que exija conhecimentos técnicos muito específicos que você não atende.

Exemplo:

Profissional de Vendas com interesse na área de vestuário

Finalmente

Lembre-se de adaptar o cabeçalho de currículo à vaga para a qual está aplicando. Ele perde completamente sua utilidade caso seja genérico demais ou não tenha relação direta com a vaga desejada. Antes de enviar seu currículo, garanta que você está passando a mensagem certa!

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.