Curriculum vitae Europass: vale a pena criar?

Curriculum vitae Europass: vale a pena criar?

No passado, a mobilidade dos cidadãos na Europa estava dificultada pela inexistência de uma forma de harmonizar a comunicação da experiência profissional, do nível educativo, bem como das competências pessoais e linguísticas. Para combater estes obstáculos, a União Europeia criou a iniciativa Europass: um conjunto de documentos que visa facilitar a mobilidade dos cidadãos europeus.

Entre estes documentos está o curriculum vitae Europass. Quer saber o que é este documento? Pretende conhecer as suas vantagens e desvantagens, e saber se vale a pena criá-lo? Então está no lugar certo!

O que é um CV Europass?

Um curriculum vitae Europass, também conhecido como curriculum vitae europeu, é um dos vários modelos ou templates de curriculum vitae que existem e é reconhecido em toda a União Europeia. Ao aceder a um site criado para o efeito, é possível criar um curriculum vitae Europass grátis com a estrutura traduzida em qualquer língua da UE.

Tal como a generalidade dos modelos de CV, o Europass é um curriculum vitae cronológico, onde pode apresentar as suas informações pessoais, experiência profissional, educação, competências, etc. No site Europass também está disponível uma ferramenta que permite criar uma carta de apresentação para complementar o seu curriculum vitae.

Prós e contras de criar um curriculum vitae Europass

Os principais aspetos positivos de criar um CV Europass são:

  • Trata-se de uma ferramenta gratuita;
  • Criar um curriculum vitae é rápido e muito simples;
  • O curriculum vitae é harmonizado para ser usado nos vários países europeus.

Já do lado dos aspetos negativos, deve ter em consideração os seguintes:

  • Os formatos são simples e enfadonhos, pelo que a leitura não é muito agradável;
  • Os layouts são rígidos e impossíveis de personalizar;
  • Não é possível criar um curriculum vitae funcional;
  • Descarregar o curriculum vitae é um processo complexo e não é possível transferir o curriculum vitae Europass em Word, apenas em formato PDF.

Se pretender evitar os aspetos negativos de um curriculum vitae Europass, pode usar uma ferramenta de criação de currículos como a do Jobseeker. Esta oferece mais opções para criar um layout agradável e diferenciado. Também poderá criar a estrutura do curriculum vitae noutro idioma.

Como criar um curriculum vitae Europass

Caso decida fazer um currículo Europass, deverá aceder ao site Europass e escolher a opção “Criar um CV”, que o levará para a ferramenta online que lhe permite elaborar o documento. Depois, deverá seguir os seguintes passos:

  1. Crie uma conta: Ser-lhe-á pedido que crie uma conta. Deverá fazê-lo, caso contrário ficará limitado no processo de criação do curriculum vitae.
  2. Crie um perfil ou edite um perfil existente: Se já tiver um curriculum vitae Europass, poderá editar o seu perfil existente, caso contrário crie um novo. Também é aqui que escolhe o idioma do seu currículo Europass.
  3. Insira as suas informações pessoais: O seu nome e apelido são obrigatórios. As restantes informações, como a data de nascimento, o género, o endereço de e-mail, entre outras, são opcionais.
  4. Refira a sua experiência profissional: Deverá indicar os seus diversos empregos, referindo o cargo, a empresa, o período em que colaborou na mesma, entre outras informações.
  5. Indique a sua educação e formação: Refira as escolas/universidades onde estudou, qual a área de estudos, o endereço da instituição de ensino, etc.
  6. Insira as suas competências pessoais: Estas competências dividem-se em competências linguísticas e digitais. Após inserir esta secção, o curriculum vitae será criado.
  7. Coloque outras informações: Depois de criar as secções essenciais do CV Europass, ainda poderá inserir secções como a carta de condução, as suas competências de organização, a participação em atividades políticas, competências linguísticas, etc.
  8. Descarregue o seu documento: Finalmente, poderá descarregar o curriculum vitae ao clicar em “Eu” na parte superior esquerda do menu suspenso e ao escolher “O meu Europass”. Depois, nas páginas seguintes, escolha “Criar CV”, selecione o perfil que deseja criar, edite-o, selecione o modelo e descarregue o ficheiro em formato PDF.

Outros documentos Europass

Além do curriculum vitae, a iniciativa Europass também permite criar outros 3 documentos para ajudar os candidatos a encontrar emprego noutros países europeus. Estes documentos são:

  • Europass Mobilidade: Pode ser usado para referir os trabalhos, estágios, atividades de voluntariado e estudos realizados no estrangeiro, bem como os conhecimentos e competências que obteve fora do país. Este documento está disponível para todas as pessoas, seja qual for a sua idade ou nível educativo.
  • Suplemento ao Diploma: Permite que os recrutadores internacionais compreendam melhor quaisquer diplomas ou certificados que tenha obtido ao descrever os conhecimentos e competências adquiridos num determinado curso. Este documento é emitido pelas instituições de ensino superior após a conclusão de um curso.
  • Suplemento ao Certificado: É um documento semelhante ao anterior, mas destina-se ao ensino profissional e pode ser pedido após a conclusão de um curso.

Até há pouco tempo, existia também o passaporte de línguas Europass. Este documento era uma autoavaliação do nível dos candidatos em línguas estrangeiras em termos de compreensão, escrita e fluência verbal. Atualmente, o passaporte de línguas está incluído no próprio curriculum vitae Europass, pelo que já não existe enquanto documento independente.

Traduzir o curriculum vitae Europass

Se precisar de se candidatar a um emprego noutro país europeu terá de traduzir o conteúdo do seu documento, uma vez que o site Europass apenas traduz a estrutura do currículo.

Se dominar a língua para a qual traduzirá o documento, poderá fazer a tradução por si e utilizar ferramentas disponíveis online caso tenha dúvidas na tradução de algumas palavras. Também poderá falar com um amigo nativo e pedir-lhe que esclareça as suas dúvidas. Evite usar as ferramentas de tradução online para traduzir a totalidade do documento porque o texto não ficará com um aspeto cuidado e profissional.

Caso não domine a língua, a melhor opção é contratar um profissional para fazer o trabalho. Desta forma, irá garantir que obtém uma tradução de qualidade.

Conclusão

Devido às suas limitações em termos de estrutura e layout, não se recomenda a criação de um curriculum vitae Europass para a generalidade das suas candidaturas a emprego. É preferível usar outra ferramenta para criar um CV atrativo, que o distinga e transmita uma boa imagem ao recrutador. No entanto, quando uma oferta de emprego solicita especificamente um currículo Europass, deverá criá-lo através da ferramenta disponibilizada pela União Europeia.

Fique à frente da concorrência

Faça com que as suas inscrições de emprego se destaquem dos outros candidatos.